Seu prazer é aqui. As melhores acompanhantes de Niterói/RJ.

Juliana Araujo Geovanna Larissa – Ac. Cartão Livia – Aceito Cartão
Contos eróticos
ESPOSA LIBERADA
20 set 2012

Tenho 47 anos, sou conhecido como Tony e trabalho no ramo de representações. Minha esposa se chama Tereza e recentemente, completamos 19 anos de casamento, onde temos apenas uma filha que completou 18 aninhos. Tereza é professora, tem 44 anos, morena, 58 kg, cabelos levemente ondulados, seios fartos e uma bunda que dificilmente deixo de lado em nossas relações. Sempre fantasiamos estar com mais uma pessoa em nossa cama, mas ficamos somente nas fantasias, pois não tínhamos encontrado alguém como imaginávamos. De uns anos para cá, sonho ver minha companheira transando com outro homem, mas ela fala sempre que tem que ser alguém muito especial, senão será difícil ficar prazeroso. Eu ficava sempre na expectativa de encontrarmos esta pessoa. Até que logo no início do ano, minha mulher me confidenciou que um aluno novato havia mexido muito com ela, ou seja, ambos haviam trocado olhares durante sua aula. O nome do rapaz é Marcelo, tem 21 anos, olhos claros e além de ter um sorriso contagiante, é muito inteligente e educado, como narrou minha esposa.

“O cuzinho da Tereza estava bastante dilatado e ainda gotejava porra”

Durante vários dias, transamos como nunca e sabíamos que estava surgindo uma possibilidade de realizarmos nossas fantasias. Até que no início do mês de maio, Tereza chegou em casa, muito ofegante e após tranqüilizá-la, contou-me o que havia acontecido. Falou que após o termino das aulas, ela ofereceu uma carona ao Marcelo, seu aluno, e que durante o trajeto, ela estacionou o carro em uma rua pouco movimentada e onde acabou rolando um beijo muito prazeroso, seguido de um boquete. Naquele instante, minha excitação ficou incontrolável e por pouco não rasgo suas roupas de tanto tesão. Coloquei-a de bruços na cama e sem muita lubrificação, penetrei seu ânus com muita violência. Ela chorou de tanto prazer e a cada estocada, falava que ia dar o rabo para o Marcelo e eu ia ser o maior corno manso da cidade. Fiquei descontrolado comendo o cu da Tereza, que em poucos minutos anunciava estar gozando feito uma puta. Então, não pude conter mais minha excitação e acabei gozando feito animal no rabo da minha mulher putinha. Quando tirei o membro de seu ânus, percebi que estava bastante sujo de porra e merda.

Dias depois, os dois se tornaram amantes oficialmente num belo dia em que minha mulher me telefonou comunicando que não dormiria em casa, pois iria passar a noite com seu aluno. Nesta noite, acho que bati umas três punhetas, imaginando tudo que estava acontecendo entre eles e não via a hora de amanhecer para que ela pudesse me contar em detalhes. As oito da manhã, Tereza chegou bastante debilitada. Contou-me que não havia dormido, pois ela e o tal Marcelo, tinham transado a noite toda. Minha mulher praticamente foi massacrada pelo rapaz, pois apesar de pouca experiência sexual, ele estava insaciável. Levei-a para o quarto para examiná-la melhor e quando abri suas nádegas, pude perceber a brutalidade da transa que havia acontecido.

“Minha mulher adora esfregar
sua boceta na cara do safado”

O cuzinho da Tereza estava bastante dilatado e ainda gotejava porra. Sua vagina estava muito avermelhada, parecendo estar em carne viva e ainda exalava um cheiro forte de sêmen. E para completar, ela contou que pela manhã, ainda no motel, teve que beber uma boa quantidade de esperma do Marcelo, já que estava toda ardida, mas tranqüilizou-me dizendo que estava satisfeita e tudo tinha sido de comum acordo. Não tive coragem de transar com ela naquele instante, apenas falei que a amava e que estaria ao seu lado para sempre.

Hoje a Tereza continua saindo com seu aluno-amante, com a minha permissão. Ele já freqüenta nossa casa e de vez em quando, fode a minha mulher na nossa cama. Já transamos nós três juntos, e fico impressionado em ver, um rapaz naquela idade, ter tanta experiência sexual. Ele fala que aprende tudo em filmes pornôs. Minha mulher adora esfregar sua boceta na cara do safado, enquanto ele chupa seus lábios vaginais, mas quando fazemos DP, o danado não abre não de ficar com o rabo da Tereza, que vai ao delírio quando estamos gozando. Porém, algo aconteceu sem que estivéssemos preparados. Nossa filha Fabiana, ficou encantada com o rapaz que inclusive já percebeu o que anda acontecendo conosco, mas ela também é bastante liberal e não iria impor algum tipo condição. O rapaz por sua vez, também despertou interesse em nossa filha e estamos dando o maior apoio para que aconteça algo entre eles, pois se tudo ficar em família, será bem melhor.

Busca em Contos eróticos »

Arquivos em Contos eróticos »

Seguidores »

Tags em Contos eróticos »

Este site é, única e exclusivamente, um veículo de comunicação entre pessoas, e não tem nenhum vínculo com seus anunciantes que são, também, responsáveis únicos pelas informações contidas em seus respectivos anúncios bem como pela garantia de que são maiores de idade. Belas e Cia NÃO É AGÊNCIA e não assume nenhuma responsabilidade pelo conteúdo dos anúncios ou pelas respostas a qualquer um deles.
© Copyright 2011 :: www.belasecia.com :: Todos os direitos reservados Criar Sites RJ